Siga me

domingo, 26 de fevereiro de 2017

MARCHINHA HOMOFÓBICAS SERÃO BANIDAS NESTE CARNAVAL

Considerada lesbofóbica, marchinha “Maria Sapatão” será proibida no carnaval.

O carnaval, momento de descontração e alegria – como atesta a foto desta notícia – ficará mais triste ano que vem.
Isso porque um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, assinado entre o Ministério Público e o Sindicato Brasileiro de Bandas de Marchinhas Carnavalescas banirá, do carnaval do próximo ano, músicas consideradas preconceituosas.
A iniciativa partiu da Promotoria da Cidadania Gay, inspirada pelo recente episódio em que o ex-vocalista da banda Chiclete com Banana, Bell Marques, mudou a letra de uma de suas belas canções, consideradas unanimemente pelo povo brasileiro como racista.
“Muitas dessas músicas trazem uma mensagem muitas vezes preconceituoso, reproduzindo uma realidade social que não tolera a diversidade e os direitos humanos, o que pode gerar situações de desconforto até mesmo durante um baile de carnaval”, disse a promotora de justiça.
Entre as músicas que não serão tocadas, está o clássico “Maria Sapatão”, de autoria de Abelardo Barbosa, o Chacrinha.
Os versos da canção, de singeleza capaz de causar inveja a um Camões, dizem que a tal Maria Sapatão, de dia é Maria e de Noite é João.
Além da lesbofóbica composição do Velho Guerreiro, também estão proibidas as canções ”Olha a cabeleira do Zezé”, por ser homofóbica e islamofóbica por conta do verso “Será que ele é Maomé?”,O teu cabelo não nega, mulata”, por ser indisfarçavelmente racista, “Você pensa que cachaça é água”, por ofender o ex-presidente Lula, entre outras.

 

PASTOR QUE VIROU MACONHEIRO

Apresentador que previu morte maconheiros infarta e recebe tratamento a base de canabidiol.

 O apresentador de TV que recentemente ficou famoso em todo o Brasil por profetizar a morte de todos os maconheiros até o natal de 2016 foi protagonista de uma dessas ironias do destino típicas de roteiros de filmes B.

Internado há vários dias após sofrer um infarte, o jornalista foi informado pela equipe médica que deveria ser submetido à mediação a base de canabidiol, substância encontrada na Cannabis Sativa, também conhecida como machonha, beck, fino etc.
Preocupado com a própria convalescença, o apresentador aceitou, após muito relutar, não sem antes verificar o calendário e se certificar que já havia passado o dia 24 de dezembro.
 “Verifiquei a data só por precaução, mas sei que nada tem a ver um remédio a base de canabidiol com um cigarro de maconha. Graças a Jah a ANVISA liberou essa mediação e espero em breve está em paz, curtindo uma brisa e ouvindo minha discografia do Bob Marley”.

QUEM TEM PENA DO DESGRAÇADO FICA NO LUGAR DELE

Homem pede na justiça reconhecimento de união estável e toma metade do patrimônio de amigo.

 O servente de pedreiro Mario Manoel Marcelo Mameluco de Moura, 35 anos, (na foto ostentando a grana que ganhou), foi autor de uma ação judicial na 386ª Vara de Família da Comarca de Lapão Roliço que tem dado o que falar no meio jurídico e acadêmico.

Mario, que segundo ele próprio, é “viciado em rapariga”, teve um desentendimento com sua esposa, a empregada doméstica Josefina Joana Janicleide de Jesus, que o expulsou de casa. Desabrigado e sem dinheiro, Mario bateu às portas de seu colega de trabalho, Naldo Noronha Nunes Norberto da Noruega Sá que, solícito, abrigou o “amigo”. 

 “Dei abrigo ao cara e depois fui surpreendido com um processo, onde ele pedia o reconhecimento de união estável entre nós dois”, lamenta Naldo. 

 

A ação mencionada pedia o reconhecimento e dissolução de união estável, com consequente partilha de bens entre os litigantes.

“O juiz deu ganho de causa pra ele e me obrigou a dividir metade do meu kit net que comprei pelo ‘Minha casa, minha vida’, e ainda tive que vender meu Chevette 91 pra dar metade do dinheiro pra ele”, informou Naldo.

O juiz que julgou a ação considerou que era devido o reconhecimento da união estável, “uma vez que o animus de conviverem, que restou devidamente comprovado, já basta para configurar a relação. Pode-se dizer que eles já era uma família, embora o demandado insita em dizer que não é homossexual.”

 

Naldo informou que não vai recorrer da decisão, pois tem medo de ser chamado de homofóbico.

“O pior de tudo é que fiquei com fama de viado”, lamenta.

 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

MUSICA DE TIM MAIA "VALE TUDO" É CENSURADA E PROIBIDA NA BAHIA E A BAYTOLAGEM GANHA FORÇA.

Música de Tim Maia é censurada por preconceito contra diversidade sexual.

“Só não vale dançar homem com homem, e nem mulher com mulher.”

Um aluno de pós-graduação da Universidade Federal do Espírito Santo, Ricardo Mercadinho, teve seu ipod confiscado por conter “graves ofensas a diversidade sexual e músicas de claro teor preconceituoso”.

O professor registrou um boletim de ocorrência na 31 DP, que fica na região metropolitana de Vitória. O aluno teve seu MP3 player apreendido para averiguações e o aluno foi indiciado por injúria e atentado a diversidade, com penas que podem chegar até 6 anos de prisão.

Segundo o professor de sociologia Gustavo “Tupã” da Silva, é inaceitável que músicas com teor discriminatório ou preconceituoso sejam permitidos ainda nos idos de 2015.

O professor foi o mesmo que fez um boletim de ocorrência contra o dono da cantina que vendia doces “Tetas de Nega” e “Pés de moleque”, alegando preconceito racial e canibalismo, em 1998.

Germando Bola, reitor da UFES apenas reiteirou o apoio ao professor e disse que o aluno será investigado também por machismo, pois alunas acusaram RM de abrir portas, ser gentil e outras demonstrações patriarcais.

 

DONALD TRUMP ASSINA DECRETO QUE DIZ QUE GAY NÃO É MULHER.

Trump anula norma que permitia aos transexuais escolher banheiro nas escolas

Norma proclamada por Obama deixava a decisão sobre qual banheiro usar aos próprios estudantes transexuais.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anulou nesta quarta-feira (22) uma norma proclamada por seu antecessor, Barack Obama, para que as escolas públicas do país permitissem aos alunos transexuais usar os banheiros e vestiários que prefiram em função do gênero com o qual se identifiquem.
O procurador-geral, Jeff Sessions, anunciou em comunicado que o governo de Trump tinha decidido suspender a medida porque produzia muita confusão em nível local e não incluía "uma análise legal suficiente" sobre como essa iniciativa era coerente com os poderes que a Constituição outorga ao Executivo.
Mais de 12 estados controlados pelos republicanos se opõem veementemente às recomendações federais dadas pelo então presidente Barack Obama e estão enfrentando o governo americano no tribunal.
Alguns conservadores veem as diretrizes de Washington como uma interferência imprópria nos assuntos escolares locais e um abuso do Poder Executivo.

Governo federal x estados

Na terça-feira (21), ao ser questionado sobre a posição de Trump, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou que a questão diz respeito aos estados, e não ao governo federal. "Isso não é algo que o governo federal deva ser envolvido. Essa é uma questão de direito dos estados", destacou ele, segundo a agência de notícias France Presse (AFP).
O caso, que está na Suprema Corte, será ouvido no próximo mês e envolve Gavin Grimm, de 17 anos, que nasceu mulher, mas se identifica como homem. Ele entrou com uma ação para que pudesse usar o banheiro masculino em sua escola em Gloucester County, na Virgínia.
Esse é um dos casos de maior destaque e poderá ser analisado pelo conservador Neil Gorsuch - escolhido pelo presidente Donald Trump para a vaga na Suprema Corte, mas que ainda precisa da confirmação.
Na possibilidade de a ação ser julgada antes de Gorsuch, ou de um outro juiz assumir a nona cadeira da mais alta instância do país, o tribunal poderia bloquear o caso. Atualmente, a Casa se encontra dividida de forma igualitária entre quatro juízes conservadores e quatro liberais.
Um bloqueio manteria a decisão do tribunal inferior intacta e não estabeleceria novo precedente legal. Muitos opositores do governo Obama – que apontam para seus valores religiosos e questões de segurança e de privacidade - se manifestam com o slogan "Nenhum homem nos banheiros das mulheres".

CARNAVAL ANTECIPADO NO CONGRESSO

Parlamentares antecipam carnaval e começam a deixar Brasília nesta quarta

Votações no Senado e na Câmara só deverão ser retomadas em 7 de março. Com isso, Congresso não deverá ter sessões de votação durante pelo menos 12 dias.

 Parte dos deputados e senadores já antecipou o feriado de Carnaval e deixou Brasília nesta quarta-feira (22), dia que costuma ser o mais movimentado da semana.

No meio da tarde, os corredores e os plenários da Câmara e do Senado já estavam praticamente desertos. As votações só deverão ser efetivamente retomadas em 7 de março.
No Senado, embora agendada uma sessão deliberativa para esta quinta-feira (23), é grande a possibilidade de que não seja realizada.
Na manhã desta quarta, os senadores aprovaram a indicação de Alexandre de Moraes para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). No fim da tarde, somente 4 dos 81 senadores estavam em plenário.
Alguns senadores sequer compareceram à sessão que aprovou a indicação de Moraes. Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) publicou em suas redes sociais fotos em São Luís (MA). A legenda das imagens explica que ela estava na capital maranhense gravando participação em uma propaganda do PC do B. Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) postou vídeos em redes sociais nos quais aparece visitando do Rio São Francisco no Nordeste.

PANICO NOS CÉUS DA AMAZONIA ENVOLVENDO UM HELICÓPTERO

Helicóptero quebra e fica parado no ar de cabeça para baixo esperando socorro

Seis aeronaves da FAB resgataram o helicóptero que ficou travado no ar de cabeça para baixo.

Susto na tarde de hoje. Um helicóptero particular quebrou em pleno voo, ficando de cabeça para baixo, parado, esperando o socorro da Força Aérea Brasileira. Para resgatar o helicóptero que “travou no ar” foi necessário receber a ajuda de seis aeronaves da FAB.


Segundo a aeronáutica, um caso como esse já aconteceu com um helicóptero da TV Globo, o Globocop, que também ficou parado no ar, de cabeça para baixo.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

ORFÃ DE PAI E MÃE CONSEGUE FIES

Suzane Richthofen diz que optou pelo FIES porque seus pais não podem pagar faculdade.

Em uma entrevista polêmica concedida ao apresentador Gugu Liberalto, a famosa celebridade do mundo do crime, Suzane Richthofen, falou sobre a mais recente polêmica envolvendo seu nome, que voltou aos noticiários após ela conseguir aprovação do Fundo de Investimento no Ensino Superior-FIES, para cursar uma faculdade.

Suzane se disse surpresa com a repercussão do fato, uma vez que todos sabem que o programa atende estudantes cujos pais não podem pagar os estudos universitários, como é seu caso.

Suzane, que é órfã, deve iniciar sua graduação no próximo semestre, mas o fato não tem suscitado muito entusiasmo dos veteranos, que habitualmente recepcionam os calouros com trotes violentos.

Fizemos uma reunião e decidimos não fazer trote de recepção do calouros no próximo semestre”, informou um diretor do Diretório Central dos Estudantes da faculdade em que Suzane se matriculou.

NEPOTISMO QUE PORRA É ISSO

NEPOTISMO ECLESIÁSTICO NO CASO AQUI TRATADO PODE SERVIR COMO EXEMPLO AO QUE ESTÁ OCORRENDO NO SERVIÇO PÚBLICO. SE LIGUE.

Durante o Êxodo, Moisés fora acusado de “nepotismo”; empregar parentes em cargos de honra, uma vez que, Aarão, seu irmão, e seus filhos foram escolhidos para administrarem o sacerdócio. Para os oponentes, não se tratava de escolha Divina, mas, de abuso de poder.

Moisés apresentou o caso Ao Senhor que o ordenara, e, foi instruído a que todos os líderes colocassem seus cajados perante a Arca por uma noite; aquele que florescesse, seria o escolhido. Na verdade, como vemos no texto, O Eterno fez melhor que isso; invés de produzir flores, simplesmente, fez a Vara de Aarão produzir frutos, amêndoas, confirmando Sua escolha.

Nepotismo (do latim nepos, neto ou descendente) é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos.

Originalmente a palavra aplicava-se exclusivamente ao âmbito das relações do papa com seus parentes, mas atualmente é utilizado como sinônimo da concessão de privilégios ou cargos a parentes no funcionalismo público. Distingue-se do favoritismo simples, que não implica relações familiares com o favorecido.

Prática tão nefasta no serviço público que vem ganhando contornos de espiritualidade no meio cristão. Observo cada vez mais pastores praticando o nepotismo descaradamente. Fazem do ministério um meio de empregar seus filhos e parentes mais próximos. Vejo que o ministério pastoral virou um meio, não um ideal de vida. Para tentar ter domínio sobre uma igreja consagra-se grande número de parentes e sem o menor constrangimento.

Filhos de pastores que nunca souberam o que é trabalhar por uma hora sequer são consagrados a pastores para suceder seus pais quando estes deixarem o ministério. Muitas vezes filhos de pastores que possuem um passado conturbado, profano, que precisa ser escondido de qualquer maneira, assumem púlpitos com ares de santidade e vasto conhecimento. Assumem igrejas de portes razoáveis e dizem que Deus os chamou para o ministério. Irmãos, sobrinhos, genros e o que mais aparecer assumem a liderança da obra de Deus sem ao menos terem sido provados pela vida, igreja e por Deus. Se as igrejas fossem consultadas sobre tais consagrações nunca teriam aprovado tais atos. Muitos consagram seus filhos e parentes ao ministério pastoral como se fosse um negócio que passasse de pai para filho. Tratam a sucessão pastoral como se fosse coisa hereditária. Isso não é dinastia onde os sucessores pertencem à mesma família.

Tenho visto pastores chegando ao fim de suas vidas como Eli chegou ao fim da sua. Filhos que levam o povo de Deus ao erro e ao escândalo são alçados às lideranças e os pais com medo de submeterem a Deus a sucessão pastoral, usam do poder que lhes foi conferido para calar a voz da comunidade e da Bíblia. Sujeitam o povo de Deus a lideranças descaracterizadas e rudes e se esquecem que o Senhor é o Sumo Pastor.

Não sou contra filho de pastor receber chamado ministerial. Sou contra essa tendência pernóstica que se infiltrou no seio da igreja. Tal filho, tendo um chamado ministerial, que curse uma universidade, depois faça um mestrado e em seguida uma boa faculdade teológica. Que preencha os requisitos de I Timóteo e Tito, que não seja neófito, que goze de bom testemunho dos de fora, e que a igreja local, em sua maioria, reconheça tal chamado.

Anos atrás encontrei um pastor que havia cursado comigo o mesmo seminário. Ele me disse que havia insistido com seu filho para estudar e trabalhar, mas que o rapaz se recusava. Como última alternativa ele disse para o rapaz: “Então vá ser pastor”. Logo em seguida me perguntou o que eu achava disso. Eu lhe respondi do jeito que a coisa veio: “Seu filho é tão desqualificado quanto você. Tal pai tal filho”.

Virou mania no meio evangélico pastores dizer que existe uma unção especial sobre filhos de pastor. Outro dia, em uma reunião da ordem de pastores que freqüento, um pastor disse que Deus lhe havia dado uma revelação que todo filho de pastor era pastor. Nunca ouvi tal atrocidade como aquela. Revelações esdrúxulas e carnais como estas somente atrapalham o meio cristão. Tais revelações passam por cima da Revelação da Palavra. Filho de pastor que não for alcançado pela graça de Deus perecerá como perece o ímpio.

Alguém já disse no passado: “Deus não tem netos, somente filhos”. Mas que o Senhor se apiede de nós pastores e nos dê a graça de conduzir nossos filhos ao pleno conhecimento de Cristo. Que a igreja possa se submeter ao soberano Senhor e aceitar suas decisões. Que nós, pastores, sejamos mais fiéis no trato das coisas de Deus. Em Cristo, que não faz acepção de pessoas.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

DAVID COPERFIELD ESTEVE EM BELTERRA DURANTE A GESTÃO DO PT

NOSSO BLOG FOI ACIONADO O POR UMA LEITORA PARA INFORMAR DE QUE O MÁGICO DAVID COPERFIELD ESTEVE EM BELTERRA DURANTE A GESTÃO DO PT. LÁ ELE FEZ VARIAS APRESENTAÇÕES FAZENDO SUMIR VARIOS OBJETOS TAIS COMO TRATORES, APARELHO HOSPITALAR E O MAIS INCRIVEL FEZ DESAPARECER O AERODRÓMO DAQUELE MUNICÍPIO QUE MUITAS VEZES SERVIA DE APOIO PARA SANTARÉM.
DESTA FORMA O INICIANTE NA VEREANÇA JONAS PALHETA ESTAVA À ESPERA DE ILUSTRES CONVIDADOS PARA SUA POSSE INCLUSIVE O GUARDIÃO DA AMAZÔNIA, CUIDADOSO O NOBRE VEREADOR FOI CHECAR AS CONDIÇÕES DA PISTA E PARA SUA SURPRESA NÃO SÓ TINHA DESAPARECIDO A PISTA. EM LOCO DESCOBRIU QUE A MESMA TINHA SIDO VENDIDA PELO GOVERNO ANTERIOR. VEJA A MATERIA COMPLETA.

VEREADOR JONAS PALHETA DENUNCIA VENDA ILEGAL DA ÁREA DO CAMPO DE AVIAÇÃO DE BELTERRA

Denúncia – Área do aeroporto de Belterra foi vendida por imobiliária
O jornal O Impacto desta semana estampa nas páginas do semanário mais lido no oeste do Pará a denúncia do vereador Jonas Palheta, que denunciou de forma veemente a venda ilegal da área do Campo de Aviação do município de Belterra.

O caso ganhou destaque após o BLOG DO PATROCÍNIO  ter chamado a atenção   para a suposta venda desse bem histórico do município.

Segundo a denúncia à fortes indícios de que os possíveis vendedores tenham tido apoio da gestão PTista da prefeita Dilma Serrão para que os espertalhões tenham efetuado à venda fraudulenta da área pertencente ao Patrimônio da União.
Veja  na íntegra a matéria do Jornal O Impacto.

Vereador Jonas Palheta denuncia venda de área do aeroporto no governo da ex-prefeita Dilma Serrão
Detentor de rica história e de ter vivido o apogeu da borracha no coração da Amazônia, o município de Belterra, na Região Metropolitana de Santarém (RMS), no oeste do Pará, passa por problemas fundiários e de especulação imobiliária. Entre eles, a suposta venda da área onde fica localizado o aeroporto da cidade virou alvo de investigação do vereador Jonas Palheta (PSD).
Localizada nas estradas Nove e Dois, próximo ao centro de Belterra, medindo 1.600 metros de frente, por 1.400 metros de fundo, a área teria sido vendida pela representante de uma imobiliária, identificada por Carmem de Jesus Saboia e comprada por Júnior Marciano da Silva, morador da cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais.
Diz respeito à transação imobiliária no valor de R$ 450 mil, um documento mostra o devido cadastramento da área, denominada de Sítio Soberana, na divisão de Terras Urbanas do Município de Belterra. Por meio do decreto número 369 de 05/2016, o chefe de divisão de declaração e titulação de terras do município de Belterra, José Nicanor Barroso de Miranda, assinou o documento, onde a Prefeitura Municipal recebeu o valor de R$ 100 mil, em impostos, pela transação comercial.
O líder do governo na Câmara de Belterra, vereador Jonas Palheta (PSD), declarou que em apenas um mês de mandato descobriu que existem muitas coisas erradas no Município, como a venda do terreno do aeroporto. “Quando solicitei a limpeza do local tive essa surpresa da venda. Recebi um documento e caso essa transação imobiliária tenha sido feita com aval da Prefeitura, na gestão da ex-prefeita Dilma Serrão, vou tentar uma reintegração de posse”, adianta o parlamentar.
Segundo Jonas Palheta, até o momento foi descoberto que uma corretora teria feito a venda e a declaração teria sido assinada pelo ex-chefe do setor de terras de Belterra. “Com o documento que temos em mãos, dá pra se dizer que a venda é verídica. A Câmara está investigando e vamos pedir a presença do ex-chefe do Setor de Terras para prestar esclarecimento, para a gente tomar as medidas cabíveis sobre o assunto”, avisa.
Palheta explica que, como o município de Belterra está em área da União, os lotes são vendidos somente com o recibo de compra e venda e uma declaração de posse do Setor de Terras. Com isso, segundo ele, o comprador confirma a declaração do imóvel no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e se denomina dono da área, sendo apenas posseiro e não tendo o título definitivo.
“A área do aeroporto sempre pertenceu ao Município, onde a pista de pouso e decolagem foi reinaugurada no ano de 1998, pelo então prefeito Oti Santos. Na época, por ocasião do aniversário de Belterra, houve passeio de avião de pequeno porte sobre a cidade. O aeroporto é antigo, foi construído na época da implantação da Companhia Ford e foi registrado na ANAC e na Infraero”, afirma o Vereador, reforçando que o aeroporto passou alguns anos desativado, antes da reinauguração.
“Anos depois da reinauguração, por falta de manutenção o aeroporto ficou abandonado novamente, o mato tomou conta e deixou de ser usado por empresas de táxi aéreo. Hoje, só tem capim dentro da pista e, para piorar tem agora essa questão da venda da área”, denuncia o vereador Jonas Palheta.
O agricultor Walfredo Castro Costa, que reside há 20 anos no local, conta que viu a movimentação de algumas pessoas na área do aeroporto. Além disso, o agricultor afirma que também ouviu um homem comentando que comprou o terreno. “Chegaram aqui em um carro e um homem falou que tinha comprado toda essa área. A mulher que vendeu o terreno estava com ele. Mas, não chegaram a me dar detalhes dessa venda. Eu moro há muito tempo aqui e não fui avisado de nada”, relatou Walfredo Costa.
HISTÓRICO: O campo de aviação de Belterra foi o primeiro a receber voos regulares da empresa Cruzeiro do Sul S/A, no século passado. Na época, a cidade de Santarém ainda não possuía pista de pouso e decolagem, somente a empresa Panair do Brasil, com aviões adaptados, conseguia pousar nas águas do rio Tapajós, em frente à cidade.
Fonte: RG 15/O Impacto

VEREADORA MARIA JOSÉ MAIA REAFIRMA SEU COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO EM SANTARÉM.

A VEREADORA MARIA JOSÉ MAIA, MOSTRA PRA QUE VEIO E FAZ A DIFERENÇA ENTRE OS PARLAMENTARES QUANDO O ASSUNTO É EDUCAÇÃO.

Maria José (DEM)

 
Durante o tempo de liderança a democrata falou da abertura de vagas para a Escola de Artes Emir Bemerguy, que disponibiliza 440 vagas destinadas à população interessada em aprender dança, teatro, música e artes plásticas. Ao finalizar, a vereadora destacou que muitas escolas da rede estadual precisam disponibilizar outros pólos, em exemplo comentou na tribuna a situação da escola em Alter do Chão que possuí diversos anexos e alguns necessitam ser transformadas em pólo.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

GOVERNO ISENTA DE IMPOSTOS PRODUTOS ERÓTICOS

Em comemoração ao dia do orgasmo, governo reduz IPI do vibrador e de bonecas infláveis.

 O Governo Federal anunciou na tarde de hoje que vai reduzir o Imposto sobre Produto Industrializado – IPI dos vibradores e bonecas infláveis.

A medida, segundo informou o porta-voz do governo, se deu por ocasião do Dia do Orgasmo e com o advento do carnaval.

“Achamos justa e necessária a medida, pois quem é solteiro ficava sem comemorar o dia (do orgasmo)”, falou o ministro da fazenda.

“Além da alusão à data, a medida também é importante, pois vai fomentar a indústria nacional de produtos do gênero”, explicou o ministro.
A queda nos preços, no entanto, só será percebida pelo consumidor a partir do próximo mês.

CABRAL TEM FORTES CRISES E É LEVADO AS PRESSAS PARA TRATAMENTO

Após meses sem roubar, Cabral passa mal na cadeia.

 

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, deu um susto na população carioca na tarde de hoje ao passar mal na prisão.
Conduzido à UPA da carceragem, Cabral foi diagnosticado com “crise de abstinência”, uma vez que está há meses sem roubar, haja vista estar enjaulado no xilindró.
Deixei ele roubar um anel, daqueles que vem no chiclete, e ele melhorou na hora”, declarou o médico.
O profissional explicou que a fase de abstinência é sempre muito difícil, por isso é necessário cautela redobrada durante tal período.
Assim que ele passou mal, perguntou se não seria mais adequado cumprir prisão domiciliar. Respondi que sim, mas aí ele melhorou, então eu disse que não seria mais necessária a prisão domiciliar, então ele piorou de novo, aí eu disse que ele ia pra casa… bom, estamos nesse impasse até agora”, informou o médico.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

GOVERNADOR SIMÃO JATENE CONVIDA O PAPA CHICO PARA PASSAR O CÍRIO DE NAZARÉ.

Governador do Pará convida Papa Francisco a visitar a Amazônia e conhecer o Círio de Nazaré

Após a audiência geral realizada na Casa de Santa Marta na manhã desta quarta-feira (8), na Cidade do Vaticano, o Papa Francisco esteve brevemente com o governador Simão Jatene, com o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, e com outras autoridades eclesiásticas, como o Cônego Ronaldo Menezes, de Belém.
No encontro, o governador agradeceu a postura que o Papa tem tido e o exemplo que tem dado para o mundo. “Rapidamente comentei que ele tem tentado construir uma sociedade mais pacífica, mais solidária e menos desigual. Também agradeci, enquanto amazônida, o carinho e a atenção especial que ele tem tido quando trata da questão da Amazônia, pela liderança que representa”, disse Jatene.
Por fim, em conjunto com o grupo de brasileiros ligados à igreja, Jatene convidou o Papa Francisco a visitar a Amazônia e, oportunamente, conhecer o Círio de Nazaré. “Disse que certamente o povo do Pará e da Amazônia ficaria muito honrado com a presença dele entre nós”, comentou o governador paraense. O Papa Francisco respondeu comentando que “o futuro do mundo passa pela Amazônia”.
O governador Simão Jatene estava acompanhado da primeira-dama, Ana Jatene, e do Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, que já foi Arcebispo Metropolitano de Belém.
O governador Simão Jatene concedeu ainda entrevista na Rádio Vaticano, onde destacou a atenção que o Papa Francisco vem dando à Amazônia em suas falas. “Que ele continue tratando a Amazônia como tem tratado. Porque acho que a visão que foge da polarização é fundamental para que a gente possa, no caso da nossa região, enfrentar nossos dois maiores adversários: a pobreza e a desigualdade. Ou seja, ver como superar esses indicadores precários sem uma visão imediatista que termine fazendo com que a região se esgote em uma ou duas gerações. Esse é um grande desafio. E palavras nessa direção, vindas do Papa, tem o condão de nos incentivar e estimular a todos, mas, sobretudo, de nos levar a uma profunda reflexão sobre o papel da Amazônia”, declarou.
Meio ambiente – No dia 18 de junho de 2015, o papa publicou oficialmente a encíclica “Laudato si” (em português: “Louvado Seja”). Nela, ele critica o consumismo e desenvolvimento irresponsável e faz um apelo à mudança e à unificação global das ações, para combater a degradação ambiental e as alterações climáticas.
Ao longo da encíclica, o Papa Francisco “condena a incessante exploração e destruição do ambiente, responsabilizando a apatia, a procura de lucro de forma irresponsável, a crença excessiva na tecnologia e a falta de visão política”.
Viagem – O governador Simão Jatene comunicou na última semana à Assembleia Legislativa do Estado que se ausentaria do país para viagem até Roma, na Itália, atendendo convite da Arquidiocese do Rio de Janeiro e para fins particulares, custeando sua estadia e transporte. Apenas um integrante da Casa Militar acompanha a viagem, cumprindo determinação expressa no regulamento da instituição do Estado.
Fonte: Governo do Estado do Pará

VENDE-SE USINA DE BELO MONTE.

Controle da usina de Belo Monte é colocado à venda por R$ 10 bilhões.

A Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, está à venda. Segundo informações obtidas pelo jornal O Estado de S. Paulo, as empresas que compõem o bloco de controle da Norte Energia, concessionária que administra a usina, já contrataram o Bradesco BBI para buscar potenciais investidores no Brasil e no exterior. A operação também contará com um banco internacional para tocar as negociações de venda da terceira maior hidrelétrica do mundo, atrás apenas da chinesa Three Gorges e de Itaipu Binacional.
O que está à venda é a parte das empresas Neoenergia, Cemig, Light, Vale, Sinobras, J. Malucelli e dos fundos de pensão Petros (Petrobrás) e Funcef (Caixa). A participação dessas companhias na Norte Energia é de 50,02%. O valor patrimonial de Belo Monte é estimado em R$ 10 bilhões. O projeto, que só será concluído em 2019, ainda exigirá investimentos de, pelo menos, R$ 5 bilhões.
Quando concluída, a hidrelétrica, de 11.233 megawatts (MW) de energia, terá consumido mais de R$ 31 bilhões – o empreendimento começou orçado em R$ 18 bilhões. Segundo fontes próximas à empresa, para ficar com a usina, os compradores terão de assumir o financiamento concedido ao projeto de cerca de R$ 22 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A hidrelétrica ainda pleiteia mais R$ 2 bilhões do banco estatal para concluir as obras.
Por ora, a participação do Grupo Eletrobrás, de 49,98%, não está à venda. Mas, como a estatal tem o direito de “tag along” (mecanismo que permite ao minoritário vender suas ações pelo preço pago ao controlador), o grupo também poderia vender sua fatia na hidrelétrica, diz uma fonte do setor, caso o valor seja satisfatório.
Chinesas
Antes mesmo da contratação do banco que vai liderar a negociação, algumas chinesas – que são consideradas “candidatas” a qualquer processo de fusão e aquisição no País – já vinham sondando o empreendimento. State Grid e China Three Gorges – que estão há mais tempo no Brasil e abocanharam importantes ativos no setor de energia, como Cesp, CPFL e Duke Energy – já começaram a avaliar a usina. A State Grid, por exemplo, está construindo o linhão que vai distribuir a energia de Belo Monte.
Mas fontes ligadas ao negócio afirmam que, por ser um megaempreendimento, a venda deverá ocorrer para um consórcio. A expectativa é que as negociações sejam acirradas. O empreendimento está envolvido na Lava Jato, que investiga pagamento de propina por parte do consórcio construtor de Belo Monte, formado por Odebrecht, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, OAS e outras cinco empreiteiras menores.
“Há uma enorme preocupação por parte dos investidores que têm negociado ativos de empresas envolvidas na Lava Jato de que o escândalo acabe respingando nos futuros controladores. Se o valor da multa já está estipulado, coloca-se no preço. Caso contrário, a incerteza é grande”, diz um advogado, que prefere não se identificar. Outro entrave é o modelo financeiro adotado em Belo Monte. Analistas que acompanham o projeto afirmam que o retorno do investimento caiu pela metade nos últimos anos por causa das paralisações e multas aplicadas por atraso nas obras.
Procurados pela reportagem, a Norte Energia e Bradesco não comentaram o assunto.
Fonte: A Tarde As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.