Siga me

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

CIENTISTAS DESVENDAM O SEGREDO DA GENIALIDADE DE SHAKESPEARE.

Pesquisadores acreditam que Shakespeare fumou maconha para escrever obras.

 William Shakespeare é conhecido por suas peças geniais e reconhecidas mundialmente ao longo dos anos. O que pouca gente sabe é que o poeta inglês pode ter escrito suas obras sob efeito de maconha.

Pesquisadores da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, na África do Sul, descobriram em uma escavação cachimbos com maconha no jardim da casa de Shakespeare, em Stratford-Upon-Avon, na Inglaterra.
A erva foi encontrada em oito amostras, sendo que quatro delas foram encontradas exatamente no quintal da casa do poeta. Além disso, os pesquisadores encontraram evidências de cocaína em dois dos cachimbos, mas eles não foram achados na residência de Shakespeare.

Segundo os pesquisadores, na época as folhas de maconha eram consumidas como se fossem tabaco, por engano. Ainda de acordo com o Telegraph, sonetos do inglês dão a entender que ele estava ciente dos efeitos das drogas.