Siga me

quinta-feira, 8 de junho de 2017

VEREADOR DENUNCIA TRABALHO ESCRAVO NO MUNICIPIO DE ITAITUBA

DEU NO IMPACTO:

Empresa despreza itaitubenses e contrata serviço escravo do Peru

Peninha denuncia que Empresa Serabi está trazendo peruanos para trabalharem nos garimpos do Palito e São Chico, em Itaituba
O vereador Peninha se pronunciou na tribuna da Câmara Municipal de Itaituba, na terça-feira (06) para denunciar o desrespeito da Mineradora Serabi, que despreza os trabalhadores de Itaituba e região, mas contrata funcionários de um País estrangeiro (Peru) para trabalharem no Município.
“Quero denunciar o uso de mão de obra estrangeira pela empresa Mineradora Serabi, disse na tribuna o vereador Peninha. “Na semana passada usei a tribuna para falar sobre esta empresa e hoje volto a criticar, desta vez abordando um assunto muito mais sério e grave, que podemos classificar de exploração de mão de obra mais barata. Me refiro à contratação pela Mineradora Serabi de funcionários trazidos do Peru. Isto mesmo, nobres vereadores, a Mineradora Serabi trouxe do Peru mais de 80 funcionários para trabalhar nos garimpos do Palito e São Chico. A empresa, segundo apuramos extraoficialmente, possui cerca de 380 funcionários, destes 80 são trabalhadores peruanos. Não sabemos por que a Serabi trouxe estes trabalhadores do Peru, apenas deduzimos que seja porque esta mão de obra vinda do Peru saia mais barata para a empresa, o que podemos classificar de “SERVIÇO ESCRAVO”, destacou Peninha.
“Com relação aos demais funcionários que trabalham na mineradora, 300, grande parte vieram de fora. Poucos empregados são moradores de Itaituba. Todavia, o que mais nos revolta, é que esta e outras empresas quando querem se instalar fazem uma propaganda, que vão gerar emprego, vão gerar renda, vão gerar impostos para o Município, mas quando começam a funcionar, tudo é diferente. O caso da Serabi é um, mas é mais grave, porque a empresa está trazendo mão de obra estrangeira para trabalhar em Itaituba”, frisou Peninha
Para o vereador Peninha, estas empresas levam nossas riquezas e pouco deixam aqui. “O pior é que, o mínimo que poderiam nos dar era a geração de emprego para nossa gente, mas é uma vergonha uma empresa brasileira, trazer mão de obra de outro País, como a SERABI está trazendo do Peru”, denunciou.
O edil itaitubense também chamou atenção das autoridades ligadas ao meio ambiente para os impactos ambientais que a mineradora está causando nos garimpos do Palito e São Chico. Segundo Peninha, informações dão conta que a empresa está usando o produto chamado CIANETO, que é um produto perigoso e que preocupa o Vereador. Também Peninha está preocupado com as questões das famosas piscinas, formadas pela mineradora e pede uma maior fiscalização dos órgãos ambientais, para evitar que possa ocorrer uma tragédia, como a de Mariana, em Minas Gerais.
O edil quer saber se o Estado já renovou as licenças ambientais desta mineradora e se consta algumas condicionantes, pois esta empresa pouco contribui com o Município. Peninha pediu para a Câmara Municipal de Itaituba encaminhar ofício ao Juiz do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Polícia Federal, Secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, e COEMA – Conselho Estadual de Meio Ambiente, denunciando e pedindo providências com relação à atuação da Mineradora SERABI.
SEGURANÇA DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS PORTUÁRIAS: “Hoje, uso a tribuna para falar sobre a segurança dos trabalhadores nas empresas portuárias. Nossa preocupação é com a vida humana. Depois que estas empresas se instalaram em Miritituba, vários acidentes já foram registrados, porém, dois com vitimas fatais. Um na Hidrovias do Brasil e agora recentemente na Bunge. Já pedi no ano passado uma fiscalização do Ministério do Trabalho nestas empresas, porém, nada foi feito até agora. Talvez, se na época em que morreu um funcionário na Hidrovias do Brasil a fiscalização tivesses sido feita, teria se evitado um novo acidente com vitima fatal”, disse o vereador Peninha.
O edil foi mais além e disse: “Já solicitei um relatório do Corpo de Bombeiro sobre este último acidente e espero que o mais rápido possível possa receber este documento para que possamos tomar providências no sentido de evitar novos acidentes nestas empresas portuárias. Mas, não sabemos se nas empresas existe equipe de saúde para atender os primeiros socorros. Pelo que sabemos, apenas um porto possui ambulância, quando cada empresa deveria possuir uma estrutura de saúde própria de primeiros socorros”, se pronunciou o Vereador.
“Precisamos de mais informações sobre a segurança destes funcionários, por isso solicito a presença do Comandante do Corpo de Bombeiro de Itaituba na Câmara Municipal para fazer um relato sobre este assunto”, declarou Peninha.
Fonte: RG 15/O Impacto

Resultado de imagem para trabalho escravo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE.