Siga me

segunda-feira, 29 de julho de 2013

PAPA FRANCISCO É CONTRA A VIOLÊNCIA DA PM DO RIO.

A pedido de Sérgio Cabral Papa Francisco benze bombas de gás lacrimogêneo e canhões de água.

 A passagem do Papa Francisco pelo Rio de Janeiro ganhou um capítulo pitoresco. Sérgio Cabral Filho, ditador do Império Fluminense, convidou o supremo líder da Igreja Católica para adicionar um pouco de espiritualidade e bons augúrios aos meios materiais pelos quais o Estado tradicionalmente se utiliza contra os vândalos de qualquer categoria. Líderes religiosos afirmam, baseados na história da Igreja, que uma vez bento o armamento torna-se menos culposa e até justificável a violência. “Eu sou muito católico, todos da imprensa sabem disso. Pedimos ao Papa para benzer mais de 12 mil cápsulas de bombas de gás lacrimogêneo, que passaremos a chamar de Lacryma Christi. Além disso, ele ainda benzeu mais de 10 metros cúbicos de água que serão lançados nos manifestantes. Nossos ‘canhões de água benta’ combaterão o fogo demoníaco dos molotovs revoltosos”, afirmou Cabral. Nas próximas horas, o Sumo Pontífice estará ocupado em ouvir confissões e em conferir indulgências para mais de 60 Policiais Militares que vêm cometendo o pecado do falso testemunho contra manifestantes  deliberadamente desarmados, além daqueles que vêm utilizando indevidamente armas letais no exercício de contenção. Alguns jornalistas da mídia hegemônica também deverão marcar presença na confissão coletiva visando purificação das leviandades proferidas em cadeia nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE.