Siga me

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

POLÍCIA MATA MAIS UM FUNKEIRO.

SÃO PAULO - O funkeiro Vitor Mesquita, conhecido como MC Vitinho, de 22 anos, morreu na última quarta-feira após uma troca de tiros com policiais militares em Guarujá, no litoral de São Paulo. Com o jovem, os PMs dizem ter localizado uma pistola ponto 40 e porções de entorpecentes. Após ser alvejado, o jovem ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Uma ex-namorada do rapaz disse que testemunhas do confronto afirmaram que MC Vitinho implorou para não morrer. A Polícia Civil paulista confirma a existência desses depoimentos. Segundo a moça, o cantor não era criminoso e foi executado por policiais por causas das letras das músicas que escrevia sobre a corporação.

Pela versão apresentada pela Polícia Militar, MC Vitinho foi baleado após atirar várias vezes contra os policiais. Uma equipe da PM fazia um patrulhamento de rotina pela Rua das Magnólias e suspeitou do comportamento do funkeiro. Quando viu a viatura se aproximando, segundo os policiais, MC Vitinho sacou uma pistola e fez três disparos em direção aos policiais, que atingiram o cantor após perseguição.

Em seu perfil no Facebook, o funkeiro postava mensagens falando sobre a vontade de atirar e matar policiais. As letras de suas músicas também faziam apologia ao crime. O MC foi baleado no peito e chegou a ser levado para o Hospital Santo Amaro por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Amigos e familiares lamentaram a morte de Vitor Mesquita em sua página no Facebook. "Que sirva de exemplo. Infelizmente aconteceu essa fatalidade com o meu primo. Que todos que estão perto do mesmo caminho repensem as suas vidas. Tristeza é eterna dentro do meu coração. Que Deus conforte o nosso coração, e que tenha um espaço especial para ele", postou um parente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE.