Siga me

sábado, 25 de janeiro de 2014

PARÁ, O FUTURO EM NOSSAS MÃOS. QUEM É O MAIS PREPARADO PARA GOVERNAR. COMPARE E DECIDA.



HELENILSON

Helenilson Pontes
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
                
          
Helenilson Pontes

Vice-Governador do  Pará
Mandato             1º de janeiro de 2011
até atualidade
Vida
Nascimento       11 de março de 1972 (41 anos)
Santarém, (PA)
Dados pessoais
Partido                 PSD
Profissão             Professor Universitário

Helenilson Cunha Pontes (Santarém, 11 de março de 1972) é um professor universitário e político brasileiro filiado ao PSD. É o atual vice-governador do Estado do Pará.
Biografia 1

Vice-Governador do Estado do Pará (2011-2014), Presidente do Conselho de Administração do BANPARÁ e Coordenador do GTBM - Grupo de Trabalho Belo Monte. É Livre-Docente em Legislação Tributária pela USP (2004) e Doutor em Direito Econômico e Financeiro pela USP (2000). É Professor de Direito Tributário no Centro Universitário de Ensino Superior do Pará - CESUPA e na Universidade Luterana do Brasil - ULBRA.

É Professor-convidado dos Cursos de Especialização em Direito Tributário da Universidade de São Paulo-USP, do Centro de Extensão Universitária - CEU, São Paulo-SP; do Instituto Brasileiro de Direito Tributário IBDT; do Instituto Brasileiro de Estudos Tributários IBET; da Associação Paulista de Estudos Tributários APET; da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-COGEAE. Participou como Professor examinador em dezenas de Bancas de Especialização, Mestrado e Doutorado em Universidades de todo o Brasil. Participou como Palestrante e Conferencista em diversos Congressos, Simpósios, Fórum, Seminários e Jornadas de Direito Tributário de ambito Nacional e Internacional. É membro da Ordem dos Advogados do Brasil nos Estados de São Paulo e Pará, da "Rocky Mountain Mineral Law Foundation", "Internacional Fiscal Association IFA", do Instituto Brasileiro de Direito Tributário - IBDT, da Associação Brasileira de Direito Tributário - ABRADT, da Academia Brasileira de Direito Financeiro - ABDF, da Associação Paulista de Estudos Tributários - APET, onde exerce a função de Coordenador Científico da Revista de Direito.

Foi Procurador da Fazenda Nacional em São Paulo (1993 à 1995). É autor dos livros Coisa Julgada Tributária e Inconstitucionalidade, editora Dialética, São Paulo, 2005; Ensaios de Direito Tributário, volume I, editora MP, São Paulo, 2005; Ensaios de Direito tributário, volume II, editora MP, São Paulo, 2008; O Princípio da Proporcionalidade e o Direito Tributário, editora Dialética, São Paulo, 2000; e Inconstitucionalidade da Lei Tributária Repetição de Indébito, editora Dialética, São Paulo, 2002 (em co-autoria de Marco Aurélio Greco). Também é co-autor de dezenas de livros dedicados aos temas da tributação, federalismo e finanças públicas, bem como autor de vários artigos publicados em jornais e revistas especializadas em Direito Financeiro e Tributário.




Helder Barbalho
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Helder Zahluth Barbalho (Belém, 18 de maio de 1979) é um político brasileiro.

O primeiro cargo eletivo de Helder foi como vereador de Ananindeua, no ano de 2000. Ele recebeu 4.296 votos, sendo o mais votado do município. Em 2002, elegeu-se deputado estadual, com 68.474 votos, tornando-se o mais votado para o cargo no estado do Pará em 2002.1

Helder é pela segunda vez consecutiva chefe do executivo municipal, filho do ex-governador do estado do Pará Jader Barbalho e da deputada federal Elcione Therezinha Zahluth, exerceu o cargo de prefeito de Ananindeua (2005—2008), tendo assumido a Prefeitura de Ananindeua com 25 anos, tornando-se o prefeito mais jovem da história do Pará. Em 2008 foi reeleito com 93.493 votos.2
Premiações recebidas

Em 2008 e 2010, recebeu o Prêmio de Prefeito Empreendedor, do SEBRAE Pará, pelo incentivo que tem dado à geração de emprego e renda para a população de Ananindeua.

Por duas vezes, em 2007 e 2010, recebeu do Governo Federal e da Organização Ação Fome Zero o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar de Qualidade. Recebeu, ainda, o Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio do Brasil, o ODM, com o Projeto Escola Ananin.
Incluído em lista de "ficha suja"

Por ocasião da candidatura, a Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou, em 2008, uma lista com vários candidatos a prefeito que respondem a ação penal por improbidade administrativa. Na lista, figurava o nome de Helder Barbalho, e seu vice, Divino dos Santos. Helder respondia, na ocasião, a ação civil pública por improbidade administrativa nº 2008.1.002730-7, que tramitava na 4ª Vara Cível de Ananindeua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE.