Siga me

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

ECAD VAI FISCALIZAR IGREJAS EVANGÉLICAS E TERREIROS DE MACUMBA

Ecad e cobrança de direitos autorais ameaça cultos

Musicas evangélicas e batuques de terreiros de macumba passaram a ser alvo de cobranças de direitos autorais – Não há mais estado de graça na maior nação católica do mundo. Agora, a igrejas e terreiros que não quiserem pagar as taxas teram que abolir o belo ritual dos cânticos em terreiros e cultos ou terá que encarar o Santo Ofício do Ecad.  Apesar de se tratar de uma entidade privada, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição é a única entidade no Brasil autorizada por lei a arrecadar direitos autorais sobre a execução de músicas. Hoje, foi a vez do Papa Bento XVI reconhecer o órgão como intermediário do direito autoral divino entre os homens. Os seus fiscais e escutas, que já regi$travam qualquer execução de canções, seja num show no São Raimundo lotado ou num banho quente demorado, estão agora autorizados a fazer o mesmo em igrejas, capelas e procissões. O direito autoral não é bem uma novidade para as religiões no Brasil. “Pode-se dizer que essa é praticamente a razão de ser do boom gospel e dos padres pops cantores”, afirma o produtor musical, Javé Miranda. “Já soube de terreiro acusado por fiscal do Ecad de executar trechos de Clara Nunes ou dos Afrossambas do Vinícius e Powell… Mas nunca pensei que conseguiriam manobrar desse jeito para ganhar em cima de um ‘Piedade de Nós'”, observou Miranda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE.